Postagens

Mostrando postagens de Outubro 1, 2017

Arte vulcânica marciana

Imagem
Esta foto aí é a ampliação de uma seção de um milímetro de largura de um meteorito marciano, vista por um microscópio de luz polarizada. As diferentes cores representam diferentes minerais. Ela faz parte de um estudo publicado emNature Communications sobre a taxa de crescimento dos vulcões marcianos, que pelo que estimam os autores é muito mais lenta que a verificada na Terra.

O estudo foi feito com base numa família de meteoritos que se originou, toda ela, de um único evento -- a colisão de um asteroide com a encosta de um vulcão marciano há 10 milhões de anos (mais ou menos), lançando lascas ao espaço. Algumas delas caíram na Terra, em lugares tão diversos quanto Egito, Antártida e Brasil (o Meteorito Governador Valadares).

Mas essa conversa de meteorito e vulcões marcianos é só desculpa minha para publicar a foto, mesmo. Eu podia tentar sacar da algibeira algumas platitudes (como "sacar da algibeira") sobre a interação entre acaso, catástrofe, natureza, ciência e arte --…

Por uma indignação mais seletiva

Imagem
No universo das redes sociais, "indignação seletiva" virou sinônimo de hipocrisia, mas eu gostaria de sugerir que, tomada ao pé da letra, esta expressão define algo de que precisamos com urgência: um senso de indignação que selecione melhor seus alvos. A histeria coletiva em torno do "caso" MAM é apenas um exemplo, mas dá para citar vários outros.

Quem já habitava este Vale de Lágrimas nas últimas décadas do século passado talvez se lembre de dois importantes slogans da era pós-ditadura, quando forças então de esquerda e então racionais e éticas (a saber, o velho PT e o núcleo peemedebista que viria a criar o velho PSDB) disputavam o poder com os herdeiros corruptos e retrógrados do entulho autoritário, como o PFL (que virou DEM) e o partido do Maluf (que mudou tanto de nome que não sei mais como se chama). Esses slogans eram: "Não podemos nos dispersar" e "Temos de nos indignar".

A primeira dessas exortações pode soar, dependendo das inclinaçõ…