Postagens

Mostrando postagens de Julho 1, 2012

Os Mundos de Philip José Farmer e eu

Imagem
Philip José Farmer (1918-2009) é meu escritor favorito de ficção científica. Quem conhece o gênero geralmente se lembra de Farmer como o cara que introduziu (sem trocadilho) o sexo na fc -- primeiro com sua novela The Lovers , e depois com uma série de contos explorando as mais estrambóticas formas de cópula, envolvendo humanos e alienígenas, alienígenas e alienígenas e, às vezes, até humanos e humanos. Esse material todo aparece reunido no volume  Strange Relations . Mas essa nunca foi, de fato, a vertente de sua obra que mais me atrai, embora eu certamente reconheça seu valor e a enorme energia imaginativa investida aí. Acontece que sempre preferi o Farmer autor de aventura . Em séries como Riverworld  e World of Tiers , ele cria planetas -- às vezes, universos inteiros -- com o que parece ser o objetivo único e precípuo de pôr o protagonista em apuros. São mundos e mais mundos que não passam de sequências de armadilhas engenhosas e vilões disfarçados. Ao mesmo tempo em que faz iss

Ladies and Gentlemen: o provável bóson de Higgs

Imagem
Numa nota à imprensa divulgada nesta madrugada, o Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN) anunciou que dois experimentos do Grande Colisor de Hádrons (LHC) encontraram "uma nova partícula com massa entre 125 e 126 GeV". Essa "nova partícula" é provavelmente a peça que faltava para completar o Modelo Padrão das partículas elementares, o bóson de Higgs . (A unidade usada, giga-elétron-volt, é na verdade uma medida de energia, mas massa e energia podem ser convertidas uma na outra via E=mc2. Os 126 GeV correspondem, se não errei na contagem dos zeros, a 0,0000000000000000000002 gramas.) Sei que para a maioria das pessoas o grande evento histórico desta quarta-feira é o jogo do Curíntia, mas tentemos pôr a questão do bóson de Higgs em perspectiva, pois não? vamos lá: o Modelo Padrão é uma grande teoria, elaborada ao longo do século passado, que explica as relações entre luz, eletricidade e as forças que atuam no núcleo do átomo. O Modelo Padrão é, ao fim e ao

Ciência, religião, cura gay

Imagem
A Sociedade Brasileira de Genética (SBG) emitiu nota condenando o crescimento do ensino do criacionismo -- a ideia de que os seres vivos foram criados por Deus em sua forma atual -- em detrimento da teoria da evolução, originada por Charles Darwin e Alfred Russell Wallace no século19, e de lá para cá reforçada e reformulada à luz das descobertas de áreas tão díspares quanto geologia e genética. A nota é muito importante, na medida em que marca posição num tema que deve se tornar cada vez mais candente com o crescimento do protestantismo evangélico no Brasil . Filosoficamente, ela adota uma postura que já foi majoritária nos países onde essa batalha é travada há mais tempo, com os EUA, mas que vem sendo cada vez mais criticada como, dependendo de quem se consulta, covarde, míope ou intelectualmente desonesta: trata-se da postura acomodacionista , segundo a qual não há nenhum conflito de fundo entre ciência e religião, porque, no fim, a ciência não tem nada a dizer sobre as "v