Postagens

Mostrando postagens de Maio 29, 2011

Minhas objeções ao politicamente correto

No ano passado, o blogueiro de ciência Roberto Takata publicou uma longa e bem-pensada postagem em defesa da preocupação com o politicamente correto; outro dia, o médico e escritor de ficção científica Flávio Medeiros fez uma longa postagem em tom de desabafo no sentido oposto. O texto de Medeiros não é uma resposta direta ao de Takata, mas a justaposição de ambos me levou a, finalmente, pôr no papel (ou no servidor) meus pensamentos a respeito.

Acho que um bom jeito de começar é tirando um bode da sala -- no caso, o fato de, no Brasil, a expressão "politicamente incorreto" ter virado um eufemismo (politicamente correto?) para grosso, malcriado, escroto. Nesses casos, a solução é milenar: em companhia civilizada, quem comete grosseria perde credibilidade e, se insistir, é gentilmente convidado a se retirar. Criança malcriada vai pra cama mais cedo, sem videogame, televisão  e com mesada cortada. Adulto malcriado deve ser ignorado, desprezado ou, em casos extremos, entregue à…

James Randi e cirurgia espiritual

Imagem
E já que hoje estamos no tema da cura pela fé, um quadro clássico do James Carson Show, estrelando James Randi (no fim do vídeo há um pequeno quadro humorístico sobre o governo Reagan que eu realmente não sei por que está lá...):


Enfim, que mal que há?

Parágrafo extraído da edição de segunda-feira do New York Times:

Ao nascer, a menina, Alaynia, era um pacotinho de bochechas rosadas, mas aos seis meses, um tumor do tamanho de uma bola de beisebol tinha consumido sua face esquerda, empurrando o globo ocular para fora da órbita. Os Wylands, membros da Igreja dos Seguidores de Cristo, uma seita que acredita em cura pela fé e cujos membros desprezam a medicina, recusaram-se a levá-la ao médico.

A notícia do NYT é de que os pais, Timothy e Rebecca Wyland, estão sendo levados a julgamento e podem pegar até cinco anos de cadeia. Já Alaynia, hoje com 18 meses e em um lar adotivo, pode ficar cega.

Este não é, claro, o primeiro caso do tipo registrado nos Estados Unidos. Em 2009, outro casal havia sido condenado a seis meses de cadeia por rezar em vez de tratar a filha que sofria de diabete.

A menina, no caso uma pré-adolescente de 11 anos, ficou "fraca demais para falar, comer ou caminhar". Do grupo de orações reunido em torno dela,…

O último pouso do Endeavour

Imagem
O ônibus espacial Endeavour tocou a pista do Centro Espacial Kennedy na madrugada desta quarta-feira, encerrando sua derradeira missão. Agora, ele será parcialmente desmantelado e enviado para um museu na Califórnia. O Endeavour é a mais jovem nave da frota, tendo sido construído como substituto do Challenger, destruído em 1986.

Ao mesmo tempo em que o Endeavour encerrava sua carreira, o Atlantis era posicionado na plataforma de lançamento para o voo final dos ônibus espaciais, com partida prevista para 8 de julho. Depois do retorno do Atlantis à Terra, os EUA entrarão em um hiato no qual o país não terá capacidade de levar seres humanos ao  espaço.

A esperança do governo Obama é de que esse hiato se encerre antes do fim da década, com a certificação de naves projetadas, construídas e operadas por empresas priviadas. O modelo mais promissor, até agora, parece ser a cápsula espacial Dragon, criada pela companhia SpaceX.

A atual administração federal americana também mudou o foco do pr…

Celular e câncer: lá vamos nós outra vez

Os jornais impressos fizeram um trabalho heroico para pôr em perspectiva a decisão da Agência Internacional de Pesquisa de Câncer (IARC, na sigla em inglês) de classificar a exposição à radiação de celular na categoria de"possível cancerígeno", também chamada de Grupo 2B, mas a mídia eletrônica não teve dúvida em sair berrando por aí que "celular causa câncer" (eu ouvi isso no rádio duas vezes, só nesta manhã).

Então, vamos por partes: não, não há nenhuma prova de que usar celular cause câncer. Não saiu nenhum novo estudo mostrando multidões de usuários com tumores brotando da cabeça.

O Grupo 2B da IARC inclui, entre outros suspeitos, café, isopor, gasolina, óleo diesel e níquel (sim, o metal usado para fazer moedas). Ele reúne substâncias, compostos e situações para as quais a ligação com o câncer é possível, mas onde as provas existentes são insuficientes ou inadequadas.

Acima do 2B existem dois outros grupos, o 2A ("provavelmente carcinogênico") e o IA…

Brasil, uma sociedade 'solta'... mas nem tanto

Imagem
Semana passada, a revista Science publicou um artigo em que pesquisadores comparam 33 países em termos de "soltura" ou "aperto" de suas sociedades. Em resumo, uma sociedade é "solta" quando seus cidadãos têm alta tolerância a violações das regras de convivência social, regras essas que tendem a ser meio vagas e mal definidas; já uma sociedade "apertada" tem regras claras e bem definidas, e baixa tolerância para com violações.

O Brasil, como qualquer brasileiro certamente esperaria, ficou entre as sociedades mais "soltas" -- 3.5 pontos na escala de "aperto"; em termos de comparação, o Japão marcou 8.6, o Paquistão, 12.3 e a Alemanha, na média entre a antiga Alemanha Oriental e a Antiga Alemanha Ocidental, 7.0.

Países mais "soltos" que o Brasil incluem Hungria (2.9), Ucrânia (1.6) e Holanda (3.3). Seria interessante buscar alguma correlação entre o índice de "aperto" e a percepção de corrupção nacional mas, …