sexta-feira, 11 de abril de 2014

Podcast científico debate 'Guerra Justa'

Para os leitores do blog que têm algum interesse ou curiosidade sobre minha obra ficcional: o podcast Dragões de Garagem, abrigado no ScienceBlogs Brasil, produziu uma edição sobre meu romance de ficção científica Guerra Justa (que, não custa lembrar, pode ser comprado -- "adquirido" é papo de marqueteiro -- nos links à direita).

Já vou dizendo que não ouvi o podcast -- escutar gente falando do meu trabalho tende a me pôr constrangido ou irritado, dependendo do tom e da natureza dos comentários, então no geral evito isso. Resenhas escritas são mais fáceis de administrar, mas comentários verbais costumam me dar vontade de enfiar a cabeça num saco de papel. Portanto, não sei se o livro foi elogiado, vilipendiado ou alguma coisa no meio do caminho (o que me parece mais provável, em se tratando de um debate).

Resolvi destacar o "Dragões" sobre Guerra Justa porque a iniciativa não só me pegou de surpresa como me deixou muito feliz: trata-se, afinal, de um programa de divulgação científica -- episódios anteriores tratam do bioma Cerrado e das Leis da Termodinâmica -- e, assim, o episódio representa um tipo de interação, muito rara ou talvez até inédita, entre a ciência brasileira e a ficção científica idem. Esses são dois campos que, em tese, teriam muito a dizer um ao outro e cujos praticantes, somados, se não cabem mais numa kombi, certamente ainda não lotam um desses estádios Padrão Fifa.

Então, acho que vale muito a pena escutar. Desde que, é claro, você não seja eu.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

"Olhar Cético", agora, só online

Se não errei nas contas, faz mais ou menos 10 meses que lancei a coluna Olhar Cético na revista Galileu, impressa e online, a convite do então editor-chefe Alexandre Matias. De lá para cá, muita água passou por debaixo da ponte, incluindo a saída de Matias da revista, no início do ano. Com a troca de comando é natural que algumas mudanças de caráter mais estrutural também aconteçam, e uma delas é o fim da Olhar Cético na Galileu de papel. A coluna sobre Harriet Hall é a última que os leitores "físicos" da revista verão, embora outros textos meus, como artigos ou reportagens, possam eventualmente voltar a aparecer na publicação. Mas o texto mensal, fixo, não sairá mais.

A coluna na internet, no entanto, continua, firme e forte. Confesso que a decisão de encerrar a participação na edição impressa por um lado me entristece um pouco -- minha grande inspiração sempre foi a clássica página de ceticismo da Scientific American original, e eu tinha a vaga pretensão de estabelecer uma tradição comparável -- mas, por outro, vem com certo alívio: o espaço no papel era bem exíguo, e escrever as colunas estava se tornando um exercício frustrante, onde era frequente a sensação de que a concisão forçada estragava alguns temas.

Escrevendo apenas para a internet, terei mais espaço e mais tranquilidade para apresentar as coisas como acho que devem ser apresentadas, e com um tempo de reação mais compatível com a velocidade com que as bobagens se multiplicam pela web, algo que ficava meio embaraçado na periodicidade mensal do papel.

Bom, enfim: se você acompanha a Galileu impressa, não se assuste quando a edição de maio sair sem o Olhar Cético. Meus escritos continuarão a aparecer no site da revista -- e agora, espero, com mais fôlego e desenvoltura.