Jack, o Estripador? Devagar com o andor!

Teste de DNA revela identidade de Jack, o Estripador! Ao menos, foi o que disse o jornal britânico Daily Mail na semana passada. De acordo com a reportagem do Mail, um xale encontrado junto ao corpo de uma das vítimas do mítico assassino, Catherine Eddowes, continha material genético tanto da mulher quanto do suposto criminoso, identificado como o cabeleireiro polonês Aaron Kosminski. O que dizer da revelação do Mail? A seu favor, há o fato de que Eddowes é uma das chamadas “cinco canônicas”, as cinco mulheres, mortas entre agosto e novembro de 1888, cujos assassinatos foram, muito provavelmente, cometidos pelo mesmo serial killer. Mas também há muito espaço para ceticismo. Leia mais no Olhar Cético do site Galileu.

Comentários

  1. "mais exatamente, segundo o Mail, sangue dela e sêmen dele"

    Na verdade é ainda pior que isso. Como quase não tem DNA mitocondrial no esperma, o material analisado foi obtido de células epiteliais próximas à mancha de esperma. São tantos os pontos de falha nessa suposta descoberta que seria um verdadeiro milagre que a conclusão estivesse correta.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"Fosfo da USP" volta a dar chabu em testes oficiais

A maldição de Noé, a África e os negros

Primeiros testes: "fosfo da USP" não funciona e não é "fosfo"