Morfina sintética a caminho

Pesquisadores britânicos e australianos anunciam, em artigo publicado na revista Science, terem encontrado o gene responsável por uma enzima essencial para a criação de alcaloides como ópio e morfina pela papoula. Somada a avanços recentes que permitiram reconstituir parte da rota bioquímica da morfina em uma variedade transgênica de levedura, a descoberta abre caminho para a produção de opioides sem a necessidade de cultivar a flor. “Agora que a rota biossintética para a morfina está completa, pesquisadores podem investigar abordagens mais eficientes, baseadas em micróbios, para os analgésicos opiáceos”, diz nota divulgada pelo periódico. Quando a criação da rota parcial para morfina em leveduras foi anunciada, a revista Nature publicou artigo chamando atenção para os dilemas éticos e legais envolvidos. Leia mais notas sobre ciência e descobertas científicas no Telescópio.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência

Design Inteligente é propaganda, não ciência