"Fosfo da USP" volta a dar chabu em testes oficiais

Foram publicados, no site -- que continua no ar e com o mesmo nome -- do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) os relatórios sobre os testes, realizados pelo Laboratório de Oncologia Experimental da Universidade Federal do Ceará (UFC), com a fosfoetanolamina sintética (FS) de São Carlos em animais com câncer. Contrariando as alegações de quem dizia que os primeiros testes, realizados em culturas de células, não haviam funcionado porque a "fosfo" requer um organismo para metabolizá-la antes de atacar o câncer, os resultados in vivo também foram negativos. Ironicamente, em um dos estudos o grupo tratado com FS teve mais casos de metástase do que o grupo de controle.

Um dos trabalhos avaliou os efeitos da FS em ratos inoculados com carcinossarcoma 256 de Walker, um câncer detectado originalmente na mama de uma rata em 1928. O outro tratou de medir a eficácia da FS em camundongos inoculados com sarcoma 180, um outro tipo de câncer. Para quem quiser um resumo rápido, cito o trecho final da conclusão dos dois trabalhos, que é exatamente o mesmo tanto para ratos quanto camundongos:

"... observou-se que a Fosfoetanolamina Sintética não apresentou efeito inibidor nos animais tratados com dose de 1g/kg de peso corporal por dia, administrada durante 10 dias consecutivos". Antes que me acusem de sensacionalismo, o negrito é dos relatórios originais. Os pesquisadores do Ceará avaliaram o progresso da doença medindo e pesando os tumores. Abaixo, os gráficos com a evolução do volume tumoral em ratos e camundongos, respectivamente:





"Controle negativo" refere-se aos animais que receberam solução salina, sem nenhum medicamento. A ciclofosfamida é um quimioterápico tradicional. Os cientistas da UFC usaram 45 animais em cada estudo, sendo 15 destinados para cada grupo -- controle negativo, fosfoetanolamina (ou o que quer que exista no pó inventado em São Carlos) e quimioterápico. 

Curiosamente, no caso dos camundongos inoculados com carcinossarcoma, o grupo tratado com FS foi o que se saiu pior: sete dos 15 animais -- 46%, para quem prefere dados relativos -- acabaram atacados por metástases pulmonares, ante apenas três (20%) dos que só receberam solução salina e nenhum (0%) dos tratados com o quimioterápico tradicional.

Comentários

  1. Carlos,
    Alguma surpresa? Para quem entende do assunto, nenhuma. Existe artigo de japoneses de 1979, publicado na PNAS, que mostra que a fosfoetanolamina estimula o crescimento de tumores. Uma leitura atenta deste artigo e de outros que o citam bastaria para garantir que a "pílula de fosfo" não tem efeito nenhum. É uma grande enganação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse trabalho desse japonês foi a base da pesquisa.
      Veja em:
      https://youtu.be/TKUSK-BV9ls (a contar do tempo 5 minutos; o trabalho do japonês é noticiado no tempo 5m20s)

      Excluir
    2. kkkkkkkkk...1979??????????????????EI ..alô..estamos em 2016..já existem estudos em 2012,2013,mostrando os efeitos anti-tumorais da molécula...http://www.nature.com/bjc/journal/v109/n11/full/bjc2013510a.html http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22213293

      Excluir
  2. Nunca li tanta besteira num só artigo. De onde tiraram tanta besteira?

    ResponderExcluir
  3. Quem sabe destas pessoas e de suas histórias não se deixa engambelar: enfermeira canadense Renè Caisse (com o seu ESSIAC); o norte-americano Henry Hoxsey, com o seu preparado herdado de seu pai; o engenheiro brasileiro Dr Sebastião Corain (com o seu Caboncellox, 1955), e o Dr Burzynski (com os seus antioblastons), este ainda lutando com o FDA, em Huston, no Texas, este último curando todos os tipos de cânceres - assim como os demais o fizeram. (http://www.burzynskiclinic.com/)
    Disponíveis nas lojas do ramo, mas também constam na REDE, procure a assista a estes filmes:

    "CANCRO: AS CURAS PROIBIDAS" (https://m.youtube.com/watch?v=J4XfoKGO2GI) ou (https://www.facebook.com/samuelsuntuosogalvaode.tavares/posts/212155062498443)
    e
    "BURZYNSKI, o filme - O Cancer é um grande negócio." (https://m.youtube.com/watch?v=jgVmRdLiKR8) ou (https://www.facebook.com/samuelsuntuosogalvaode.tavares/posts/188447011535915)

    Você entenderá o que está acontecendo.

    ResponderExcluir
  4. Conversa para boi dormir !
    O professor ODORICO, lá do CEARÁ, do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos - aquele que, segundo Dr. Marcos Vinícius, tem um laboratório igual a um Shopping Center, é financiado com dinheiro público do FINEP e trabalha para os laboratórios privados da indústria farmacêutica - trabalhou com PLACEBO. Aplicou PLACEBO nos ratinhos, porque foi isso que ele recebeu dos técnicos do Ministério (MCTI) que não souberam sintetizar a Fosfoetanolamina sintética.
    O professor ODORICO se recusou a receber a verdadeira Fosfoetanolamina sintética das mãos do doutor Marcos Vinícius, que viajou para o Ceará à época só para lhe fazer a entrega, mas o professor não recebeu a FOSFO-s.
    Assistam ao vídeo:

    https://www.facebook.com/samuelsuntuosogalvaode.tavares/videos/241639456216670/

    Coitados dos ratinhos: devem ter morrido do "pó preto" (puro PLACEBO) que o professor ODORICO lhes ministrou, e não de câncer coisa nenhuma !

    ResponderExcluir
  5. CISPLATINA ?

    Cisplatina equivale a CICLOFOSFAMIDA. (http://www.epistemonikos.org/pt/documents/4a2f1092c698959e71a88ae4294931a95697a760)

    Cisplatina foi veneno usado por Hitler para matar os judeus nos campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial !
    Tão querendo comparar a FOSFOETANOLAMINA com a CISPLATINA ?

    Assista ao vídeo:

    https://www.facebook.com/samuelsuntuosogalvaode.tavares/videos/242675432779739/

    Esse pessoal está brincando e torrando nosso dinheiro recebendo subsídio de R$12.000,00 para fazer essas brincadeiras.

    ResponderExcluir
  6. Quem sabe destas pessoas e de suas histórias não se deixa engambelar: enfermeira canadense Renè Caisse (com o seu ESSIAC); o norte-americano Henry Hoxsey, com o seu preparado herdado de seu pai; o engenheiro brasileiro Dr Sebastião Corain (com o seu Caboncellox, 1955), e o Dr Burzynski (com os seus antioblastons), este ainda lutando com o FDA, em Huston, no Texas, este último curando todos os tipos de cânceres - assim como os demais o fizeram. (http://www.burzynskiclinic.com/)
    Disponíveis nas lojas do ramo, mas também constam na REDE, procure a assista a estes filmes:

    "CANCRO: AS CURAS PROIBIDAS" (https://m.youtube.com/watch?v=J4XfoKGO2GI) ou (https://www.facebook.com/samuelsuntuosogalvaode.tavares/posts/212155062498443)
    e
    "BURZYNSKI, o filme - O Cancer é um grande negócio." (https://m.youtube.com/watch?v=jgVmRdLiKR8) ou (https://www.facebook.com/samuelsuntuosogalvaode.tavares/posts/188447011535915)

    Você entenderá o que está acontecendo.

    ResponderExcluir
  7. Pq vc lê TUDO?Vc leu o estudo do Dr Calixto COMPARANDO as duas sínteses(USP E UNICAMP)?Vale lembrar, que a UFC está fazendo "testes" com a síntese da UNICAMP,portanto TODOS OS EXPERIMENTOS que o Odorico fizer, terão resultados NEGATIVOS,já que a síntese da UNICAMP NÃO tem NENHUM efeito anti-tumoral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi o relatório que mostra que a FS sintetizada na Unicamp seguindo a receita que o Chierice tanta patentear desde 2008 é idêntica ao pó das cápsulas de São Carlos:

      http://www.mcti.gov.br/documents/10179/1274125/Relat%C3%B3rio+do+Semin%C3%A1rio+sobre+estudos+preliminares+da+Fosfoetanolamina+Sint%C3%A9tica+%28FOS%29/2ca3e868-e3be-491f-9301-ff7bb3ccb99d

      Excluir
    2. Ola, então veja a explicação dos proprios cientistas provando que a fosfo da UNICAMP nada tem a ver com a verdadeira produzida na USP. Neste video esta claro demais até pra leigos entenderem.
      https://youtu.be/J88tYVtea9c

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Entrevista para o Estadão sobre os graves erros cometidos nos testes realizados sobre a fosfoetanolamina.
    1. A UNICAMP foi contratada para refazer o processo de síntese da substância com base na fórmula que está registrada no INPI. (dois erros. Desviou-se do objeto e terceirizou uma contratação com dispensa de licitação).
    2. Nenhum dos pesquisadores foi chamado para participar dos testes. São 25 anos de pesquisas, ou seja, todo um acúmulo científico descartado pela empáfia dos condutores dos testes.
    3. Acreditaram que conseguiriam refazer o processo de síntese da substância sem os pesquisadores. Não conseguiram algo próximo a fosfoetanolamina. Não é como fazer um bolo. Critérios como solubilidade da substância, ponto de ebulição entre outros diversos critérios ficaram prejudicados.
    4. Testaram a monoetanolamina da marca nuclear que nada tem a ver com a fosfoetanolamina.
    5. Os três laboratórios receberam R$ 2.000.000,00 para elaboração dos testes.
    6. Aí, divulgaram o que querem que vocês enxerguem. Como temos propensão a não filtrar o que vem de parcela da imprensa, fotografamos a informação que passa a ser uma verdade absoluta.
    Vivemos momentos sombrios com um déficit civilizatório intenso. Quando as pesquisas científicas caminham neste linha, estamos realmente em perigo.
    Só me resta sobrecarregar o Judiciário já tão combalido.
    Enquanto isto neste momento no INCA tenho crianças que já caminharam por toda a medicina de evidência com quimioterápicos e radioterapia com doses absurdas de morfina. Eu se,i pois no vôo de retorno de SP conversava com uma mãe que havia enterrado a filha fazia quatro dias.
    Uma pena criar os meus filhos neste mundo, em especial neste país.
    Quem coopera com o silêncio é cúmplice do mal.
    O silêncio do povo brasileiro retrata a sua decisão ou todos estão bebendo água com Rivotril.
    A entrevista está no caderno de Saúde do Estadão.

    A Defensoria Pública da União é uma Instituição vocacionada a lutar contra o Poder. Somos intransigente com a Defesa da sociedade e não abrimos mão do valor da Justiça.

    Daniel Macedo
    Defensor Público Federal

    ResponderExcluir
  10. Estes testes do MCTI estão comprometidos e serão anulados.
    http://m.saude.estadao.com.br/noticias/geral,defensoria-quer-anular-teste-da-pilula-do-cancer,10000056833

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência

Design Inteligente é propaganda, não ciência