Zumbis nazistas de 1941, por Jack Kirby

Sabe aquela história de que a ideia de hordas de zumbis ameaçando a civilização -- em oposição ao zumbi solitário do folclore haitiano -- é uma coisa relativamente recente, dos anos 60? E que o zumbi "rápido", que corre para cima das vítimas em vez de apenas cambalear, é uma invenção ainda mais nova? Bom, folheando um velho álbum de histórias clássicas da Marvel encontrei Hollow Men, um conto do Capitão América contra zumbis nazi-fascistas publicado em 1941, de autoria dos criadores do personagem, Joe Simon e Jack Kirby. Vejam a página dupla, abaixo:


O cara de capuz vermelho é o cientista maluco responsável por criá-los. Ele trabalha nesse laboratório:



Não é Noite dos Mortos-Vivos, nem Walking Dead, e no fim o Capitão e Bucky (são eles, disfarçados, entrando no covil do vilão aí em cima), mas essa HQ foi publicada dez anos depois do que geralmente se considera o primeiro "filme de zumbis", White Zombie, com Bela Lugosi.



























Não é difícil imaginar as hordas zumbificadas de Kirby como uma espécie de elo perdido entre o zumbi cinematográfico de anteontem e o de ontem, e o de hoje. O quadro da multidão de monstros e o do ataque na ponte, na primeira imagem, não ficariam mal numa superprodução hollywoodiana atual. O que só mostra, mais uma vez, que Jack Kirby era mesmo o Rei.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência

Design Inteligente é propaganda, não ciência