E chegamos a 100.000!

Uma das consequências de termos dez dedos é o sistema decimal, e uma das consequências do sistema decimal é o fascínio quase supersticioso que cerca os números "redondos" -- aqueles terminados em zero. Cedendo, então, a esse fascínio, solto esta breve postagem para mencionar que o blog, com menos de um ano de vida, chegou, nesta terça-feira, 17, a 100.000 visualizações.

Sendo um completo ignorante nas minúcias do bloguismo, não sei dizer se isso é muito, é pouco ou, mesmo, se é significativo. Suponho que seja um desempenho médio (afinal, a maioria está, por definição, perto da média) mas, ora bolas, são os meus 100.000, então vamos celebrar um pouco.

Neste tempo de existência, o blog foi se desviando lentamente dos temas puramente científicos e migrando para questões de cunho mais filosófico ou às vezes até político -- pelo que me sinto um pouco culpado, a bem da verdade. A divulgação científica "pura" será sempre parte importante do meu mix, mas creio que outras questões acabarão crescendo em relevância. Eu realmente gostaria de ter escrito mais sobre matemática! Mas é um assunto delicado, que requer mais tempo e concentração do que venho podendo dedicar ao blog.

Em relação ao blog anterior, encerrado em 2010, este aqui certamente é bem mais desbocado em relação a questões como religião e (de novo) política. Não é que houvesse censura no Estadão (ninguém lá jamais interferiu no conteúdo do velho blog), mas é que eu sentia que o espaço lá não era realmente meu, era emprestado; e que me tinha sido franqueado para que eu falasse de ciência, e não de outras coisas.

Aqui, em comparação, é tudo meu e pronto. Não me sinto mais usando roupa alugada, o que é muito bom.

Enfim, muito obrigado a cada um dos responsáveis pelos 100.000 cliques, mesmo os que vieram de gente que, enganada pelo Google, chegou aqui procurando "pornografia homossexual" (durante meses a fio, um dos strings de busca que mais gente trouxe a esta página).

E espero que quem veio, viu e gostou continue comigo. E que, quando os visitantes tiverem um tempinho para matar com uma leitura de papel, considerem a possibilidade de comprar alguns dos livros linkados ali em cima, à direita. Afinal, sustentabilidade não é importante só para a floresta!

De brinde, um vídeo da Nature sobre a importância da cauda no salto do lagarto:


Comentários

  1. Parabéns, Carlos! O seu número de visitas é um reflexo da altíssima qualidade dos seus textos. Quem vem aqui vai achar muita coisa interessante e bem escrita para aprender, sou um entusiasta do seu trabalho e espero que as visitas continuem aumentando!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá:
    Gostaria de dizer que acho muito legal a maneira descontraída com que você escreve aqui. Não conhecia seu trabalho anterior no Estadão, mas sou da opinião de que fez bem em ter se livrado desta obrigatoriedade em precisar escrever somente sobre um determinado tema. E tem também aquele receio de não corresponder às expectativas de certo público (e provavelmente do jornal) que espera que as manifestações políticas sejam resguardadas. Isso, pelo que vejo, de certa forma devia estar te travando.

    Gostei particularmente da postagem sobre Arquimedes e as superstições. Não sei se é porque sou professor de física, e acho uma tremenda bobagem toda essa coisa de simpatias e que tais, que achei muito engraçada a forma como você abordou o assunto, ensinando física de forma brilhante e mostrando ao mesmo tempo como muitas pessoas dão preferência em acreditar em baboseiras.

    Parabéns pela expressiva contagem no número de visitantes. Posso dizer: Ela é bem alta sim, pelo tempo de vida do blog.

    Só não entendi o que o vídeo do rabo e o salto do lagarto tem a ver com o assunto do título. De qualquer forma, trata-se de um vídeo fantástico. Desculpa a brincadeira.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jairo! Muito obrigado!

      Quanto ao vídeo, é que bateu uma certa identificação metafórica entre o lagarto se lançando ao espaço e o blog se lançando no ciberespaço... ;-)

      Excluir
  3. Oi Carlos,

    Junto-me aos demais ao te parabenizar e desejar que sigas com teu merecidíssimo sucesso, por muito tempo.

    Aproveito para te enviar o link de uma matéria que saiu no Guardian de hoje (ou será ontem) e que, imagino, podes achar interessante: http://www.guardian.co.uk/science/blog/2012/jan/17/scientists-journalism

    Abraços,

    Maurício

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência

Design Inteligente é propaganda, não ciência