Trilogia: pensadores brasileiros e a crise política

Nas últimas semanas, o Jornal da Unicamp publicou uma série de entrevistas com intelectuais brasileiros sobre a crise do governo Dilma, o processo de impeachment e seus prováveis e possíveis desdobramentos. Participei ativamente de parte desse processo, então gostaria de deixar aqui os links para o material produzido:

Para Laymert, país já vive Estado de Exceção

Para Romano, acomodação da esquerda está na gênese da crise

Dez visões sobre o impasse político

Como se deduz dos títulos, as duas primeiras são entrevistas individuais mais extensas, com os professores Laymert Garcia e Roberto Romano, respectivamente, e a última, uma série de questões rápidas feitas a dez intelectuais, entre eles José Arthur Giannotti, Leandro Karnal, Cícero Romão de Araújo e Walquíria Leão Rego. 

Não há unanimidade, entre os ouvidos, quanto à avaliação do processo que levou ao afastamento de Dilma Rousseff (golpe de Estado, normalidade constitucional, remédio para um vácuo de poder e "golpe baixo, não de Estado" foram algumas das definições dadas), mas todos se mostraram preocupados com o futuro, num contraste com a visão otimista que a mídia mais "mainstream" parece estar tentando passar. 

É bem provável que qualquer leitor que se dê ao trabalho de percorrer o material acabe encontrando seu próprio ponto-de-vista ali, assim como o das pessoas de quem discorda -- só que, em qualquer caso, articulado de um modo mais eloquente e  racional do que se anda vendo nas redes sociais. Só por isso, vale o exercício.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Fosfo da USP" volta a dar chabu em testes oficiais

A maldição de Noé, a África e os negros

Primeiros testes: "fosfo da USP" não funciona e não é "fosfo"