Gêmeos siameses em Marte


Um óvulo fecundado passando pela primeira divisão celular? Não, um par de crateras em Marte, fotografado pela câmera HiRise, da sonda MRO, da Nasa.

Os cientistas que operam a HiRise especulam que a cratera dupla foi criada pelo impacto simultâneo de dois corpos de massa semelhante -- talvez um asteroide ou cometa formado por dois "gomos" interligados. Um exemplo mencionado desse tipo de configuração é do do cometa Hartley 2, que você vê abaixo:


Fotografado pela sonda Deep Impact (em 2010, durante sua missão suplementar, chamada "Epoxi") o cometa realmente parece feito de dois blocos maciços unidos por uma ponte de neve. Algo parecido talvez tenha atingido Marte no passado, provocando as crateras interligadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência

Design Inteligente é propaganda, não ciência