Parem as máquinas! Cheguei ao Kindle!

Já está à venda, na Amazon, a edição digital de meu romance de ficção científica Guerra Justa. Para quem ainda não conhece o livro (vamos lá, gente, se vocês frequentam o blog, tratem de ler o livro! Senão, como vou bancar as action figures e camisetas que pretendo lançar?), ele é uma reflexão sobre as responsabilidades morais de Deus -- Ou, se você tem o poder de evitar um desastre, e não o faz,  você se torna cúmplice?




Ele também tem ação, artes marciais, perseguições em alta velocidade e sexo em gravidade zero, entre outras atrações menores. Quem preferir a versão em papel pode acionar este link.

E agora, um pouco do que vem por aí:

Em breve, deve ser republicada minha novela de fantasia oriental As Dez Torres de Sangue, lançada originalmente em 1999, como livrinho de bolso, pelo César Silva. A edição atual será da Editora Draco e, se me permitem dizer, a capa do Erick Sama é uma das coisas mais lindas que já vi:


Como disse, é uma fantasia oriental. As principais influências, para quem quiser ter uma vaga ideia do sabor da coisa, foram a novela Vathek, de William Beckford, e as aventuras africanas do puritano errante Solomon Kane, de Robert E. Howard.

E só para mostrar como sou erudito, a história toda é estrutura em torno do desenho das 10 sephirot da Cabala. E tem monstros, duelos e uma homenagem mais ou menos explícita a Ray Harryhausen. O que prova que não é preciso levar certas coisas a sério para se divertir com elas.

Comentários

  1. Legal. Pode contar comigo.
    Amanhã compro seu livro na Amazon.

    []s

    ResponderExcluir
  2. Carlos,

    Coloquei um comentário noutro post (Para que serve o editor, afinal?) relativamente às gralhas do livro em epub.

    Ao ler o preview da Amazon, reparei que a versão kindle - no cap 1 - está igual...

    Como disse no outro comentário o livro é bom e estou a gostar muito.

    abç
    -Luis

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"Fosfo da USP" volta a dar chabu em testes oficiais

A maldição de Noé, a África e os negros

Primeiros testes: "fosfo da USP" não funciona e não é "fosfo"