China lança sua primeira mulher astronauta

A cápsula espacial chinesa Shenzhou 9 atingiu órbita pouco antes das 8h desta manhã, com três tripulantes a bordo -- entre eles, a primeira chinesa no espaço, Liu Yang. A Shenzhou deverá atracar-se ao módulo espacial Tiangong-1 na segunda-feira, estabelecendo a primeira estação espacial chinesa. Nada que se compare à ISS, de fato, mas ainda assim um grande passo para um esforço executado por um só país.

O programa espacial chinês não se restringe apenas aos esforços tripulados -- que poderiam ser vistos como meras manobras de propaganda -- mas também tem objetivos científicos ambiciosos. A China já enviou duas sondas orbitais à Lua, as Chang'e 1 e 2, e em 2013 a Chang'e 3, composta por um jipe-robô, deverá pousar no satélite natural da Terra. A Índia também já enviou sua sonda orbital à Lua, a Chandrayaan 1, e também planeja um jipe-robô para 2013, em parceria com a Rússia.

Enquanto isso, o Brasil continua a esperar que a parceria espacial com a Ucrânia dê frutos -- um ato de fé comparável aos dos milenaristas que esperam o breve retorno de Jesus à Terra, e provavelmente com as mesmas chances de se realizar.

Comentários

  1. Acho curioso como na questão das drogas, esquerda e direita invertem posições. A esquerda quase sempre a favor da predominância do estado sobre o cidadão, tende a defender a legalização das drogas. A direita que quase sempre prega a autonomia do indivíduo, vê horrorizado qualquer passeata a favor da legalização das drogas. Eu pessoalmente acredito nas liberdades civis, mas também penso que nem sempre as pessoas sabem o que a melhor pra elas. Um exemplo é o consumo exagerado de comidas gordurosas, refrigerantes e etc...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência

Design Inteligente é propaganda, não ciência