E, apresentando: Debussy


A cratera raiada acima, Debussy, é a principal atração da primeira imagem jamais feita a partir da órbita do planeta Mercúrio. Ela foi obtida pela sonda Messenger, da Nasa, e registra o terreno a 53,3º latitude sul, 13,0º longitude leste.

A Messenger entrou em órbita de Mercúrio no último dia 17, e a foto acima foi tirada ontem, dia 29. Mercúrio se encontra atualmente a 107 milhões de quilômetros de nós. Isso significa que a luz -- bem como as ondas de rádio usadas pela Messenger para se comunicar com a Terra -- leva 6 minutos para viajar de lá para cá.

O nome da cratera raiada é uma homenagem a Claude Debussy (1862-1918), importante compositor francês. Como já expliquei em outra postagem, todas as crateras de Mercúrio recebem nome de artistas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Fosfo da USP" volta a dar chabu em testes oficiais

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência