Extra! Extra! Fim do mundo remarcado!

Óquei, povo, podem parar de sacanear o messias moderno Harold Camping: ele não só reconheceu seu erro ao marcar o fim do mundo para 21 de maio, como já refez os cálculos e chegou a uma nova data, 21 de outubro. Isso significa que terei tempo de gastar a restituição do Imposto de Renda e, mais importante, que os brasileiros poderão pedir perdão de seus pecados em Aparecida, no dia 12.

De acordo com a versão revisada de Camping, na verdade em 21 de maio Jesus iniciou o julgamento da Terra; veredicto e sentença saem em outubro.

Se você acha que essa estratégia é nova, está enganado: vários estudiosos, como o teólogo alemão Gerd Lüdemann, já chamaram atenção para como os textos do Novo Testamento vão mudando a ênfase sobre a promessa da Segunda Vinda de Jesus, que começa sendo tratada como um evento definitivo e imediato e aos poucos vai se transformando num processo de milênios.

Camping está apenas reutilizando uma velha técnica, testada e aprovada por bilhões de cristãos de todo o mundo.


Abaixo, reproduzo alguns exemplos de previsão de fim do mundo que não se confirmaram, mencionados anteriormente neste blog e extraídos do website de James Randi:

 Primeiro século dCEm verdade vos declaro: muitos destes que aqui estão não verão a morte, sem que tenham visto o Filho do Homem voltar na majestade de seu Reino. (Mateus, 16:28)

Setembro de 1186: O astrólogo João de Toledo divulgou panfletos em 1179 anunciando o fim do mundo durante uma conjunção planetária que ocorreria sete anos no futuro.

3 de outubro de 1533, às 8h da manhã: Michael Stifelius calcula a data e a hora exatas do apocalipse a partir do estudo matemático do (claro) Livro do Apocalipse. Quando o mundo não acabou, Stifelius foi açoitado.

1648: O rabino Sabbati Zevi, interpretando a cabala, conclui que é o messias e que o fim do mundo ocorrerá em 1648. Num caso citado pelo psicólogo Leon Festinger como exemplo de dissonância cognitiva bem-sucedida, em 1665 Zevi não só ainda tinha seguidores, como o entusiasmo com o retorno a Jerusalém havia de apossado dos judeus de várias importantes cidades da Europa. Aprisionado pelo sultão do Império Turco enquanto tentava guiar seus seguidores para a Terra Santa, Zevi converteu-se ao islã.

1874, 1914, 1975: Datas propostas por diversas lideranças  das Testemunhas de Jeová.

1881, 1936, 1953: Datas calculadas a partir da Grande Pirâmide de Gizé.

1982: Data calculada com base num alinhamento de planetas.

Julho de 1999: Profecia de Nostradamus.

Comentários

  1. Ué... estão apenas fazendo ciência, não é verdade?
    primeiro fazem uma hipótese e em cima da dela fazem previsões.
    Depois colhem dados e verificam se as previsões se confirmaram.
    Quando não confirmam, ajustam a hipótese e portanto as previsões também.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"Fosfo da USP" volta a dar chabu em testes oficiais

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência