Plutão tem mais uma lua!



A Nasa anunciou agora há pouco que o Telescópio Espacial Hubble encontrou mais uma lua em torno do (ex-)planeta Plutão. O novo astro, provisoriamente chamado P4, é o quarto satélite de Plutão. O planeta-anão tem como principal lua Caronte, além de outros dois satélites previamente descobertos, Nix e Hidra.

A lua P4 é bem pequena: tem diâmetro máximo estimado em 34 km, contra 1.043 km de Caronte, e cerca de 100 km para Nix e Hidra. O próprio Plutão tem um diâmetro de pouco mais de 2.000 km -- de fato, Caronte não gira em torno de Plutão: na verdade, as duas rochas geladas orbitam um centro de gravidade comum.

O Hubble avistou P4 a uma distância de 5 bilhões de quilômetros da Terra. O telescópio já havia descoberto Nix e Hidra em 2005, e obtido a primeira imagem definida de Caronte em 1990.

Em 2015, a sonda New Horizons, da Nasa, deve passar por Plutão: ela será o primeiro objeto criado pelo homem a visitar o planeta-anão.

De acordo com a Nasa, é possível que todo o sistema formado por Plutão e seus satélites seja o resultado de uma colisão entre o planeta-anão e outro corpo celeste.

Os nomes das luas de Plutão derivam de figuras um tanto quanto, digamos, infernais da mitologia greco-romana. Plutão é, claro, o deus do mundo dos mortos; Nyx é a deusa das noite, esposa de Érebo (a escuridão) e mãe de Tanatos (Morte), e Hipnos (Sono), entre outros. Hidra era uma serpente de muitas cabeças, morta por Hércules em seu segundo trabalho; e Caronte é o barqueiro do inferno, que cobra um óbolo para levar as almas para o reino dos mortos, na margem do rio Aqueronte.

Se meu palpite valesse para alguma coisa, eu sugeriria que P4 fosse chamada de Cérbero.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Fosfo da USP" volta a dar chabu em testes oficiais

Baleia ou barriga?

O financiamento público da pseudociência